Arquivo da tag: Redes

iTALC – Ensino Inteligente e Aprendizagem com Computadores

O que é iTALC?

iTALC é uma ferramenta poderosa e de uso didático para os professores. Ele permite visualizar e controlar outros computadores em sua rede de várias maneiras. Ele suporta Linux e Windows XP, Vista e 7 e ainda pode ser usado de forma transparente em ambientes mistos! Em contraste com o amplamente utilizado software comercial equivalente, iTALC é grátis! Isto significa que você não tem que pagar por licenças caras ou coisas assim. Além disso, o código-fonte está disponível gratuitamente e você está livre para mudar o software para atender às suas necessidades, desde que você respeite os termos da licença de iTALC (GPL). Liberdade de duas maneiras!

Características:
iTALC foi projetado para uso na escola. Por isso, oferece uma série de possibilidades para os professores, como:
* Ver o que está acontecendo nos computadores do laboratórios usando o modo de visão geral e fazer capturas de tela.
* Ter o controle remoto dos computadores para apoiar e ajudar outras pessoas.
* Mostrar uma demo (ou em tela cheia ou em uma janela) – a tela do professor é mostrado em todos os computadores dos alunos em tempo real.
* Bloqueio os computadores para chamar atenção para professor.
* Enviar mensagens de texto para estudantes
* Ligar / desligar e reiniciar computadores remotamente.
* Logon e logoff remoto e execução de comandos arbitrários / scripts.
* Educação escolar em casa – iTALC é uma tecnologia que não se restringe a uma sub-rede e, portanto, os alunos em casa pode se juntar aulas via conexões VPN apenas com a instalação de cliente iTALC.

Além disso iTALC é otimizado para uso em sistemas multi-core (fazendo uso pesado de threads). Não importa quantos núcleos você tem, iTALC pode fazer uso de todos eles.

 

 

fonte: http://italc.sourceforge.net/home.php

OS INIMIGOS DO WI-FI

por: EVELSON DE FREITAS

Paredes – A densidade das paredes de alvenaria, que usam tijolos e cimento, diminui drasticamente a potência das ondas de rádio. Quando a espessura é muito grande ou existe uma série de obstáculos a vencer, o sinal simplesmente fica sem força em um determinado ponto, impossibilitando a conexão.

Água – Um dos piores inimigos do sinal eletromagnético de rádio são as grandes concentrações de água, como aquários e caixas d’água. A água tem a habilidade de atrair o sinal magnético, atuando como uma barreira tão densa quanto uma parede maciça de pedra. Quedas d’água em jardins também interferem no sinal.

Encanamento – Os canos, tanto de metal quanto de PVC, são inimigos invisíveis do sinal de rádio. Embutidos nas paredes, algumas vezes bem próximos da superfície, eles também agem como se fossem um obstáculo de água. Como essa água normalmente está em movimento, acaba atraindo mais sinal .

Resistências – Aparelhos que geram calor usando a eletricidade, como chuveiros e fornos elétricos, torradeiras, ferros de passar e chapinhas para cabelo, criam uma aura de interferência eletromagnética, que é subproduto da geração de calor. Essa interferência interrompe e chega até a bagunçar o sinal.

Elevador – Além de um fosso feito com paredes bastante grossas, o elevador conta com uma série de circuitos elétricos. E os freios eletromagnéticos – que o ajudam a parar corretamente no andar – somados ao motor que abre a porta são um pesadelo se o elevador estiver posicionado no meio do caminho percorrido pelo sinal Wi-Fi.

Motores elétricos – Além de gerarem naturalmente uma interferência por conta do movimento que produzem, motores elétricos, mesmo os pequenos, de eletrodomésticos, funcionam graças a uma bobina de fios que gera uma quantidade impressionante de estática eletromagnética e atrapalha o sinal.

Aparelhos eletrônicos – Telefones sem-fio, walkie talkies, aparelhos de som, reatores de lâmpadas fluorescentes e até televisores de plasma ou LCD geram diferentes níveis de interferência, que quando somados em um mesmo ambiente, podem impedir a propagação adequada do Wi-Fi.

Antenas – Em um fenômeno que se assemelha ao experimentado quando se passa por uma área saturada por antenas de transmissão, como na Avenida Paulista, que atrapalha a recepção de estações de rádio, o sinal de Wi-Fi é bastante prejudicado nas proximidades de antenas de grande porte, como as de estações de TV e celular.

Outros roteadores – Muita gente usa o roteador com as configurações de fábrica, o que causa a saturação de um único canal de transmissão. Normalmente, os aparelhos usam o canal 6. Uma mudança simples de configuração pode melhorar muito a qualidade do sinal em áreas com muitos roteadores.

Fonte: http://www.link.estadao.com.br/index.cfm?id_conteudo=15588

Bloquear o MSN Messenger

Descrição:
* conexão com a Internet através de banda larga;
* computadores com Windows XP Professional e Internet Explorer;
* não possui servidor.
Objetivos: Bloquear o MSN Messenger, porque está havendo abuso por parte dos funcionários.
Considerações iniciais:
* É importante que os usuários dos computadores sejam usuários e não administradores. Em Iniciar/Configurações/Painel de Controle/Usuários e Senhas, adicione os usuários e atribua-os ao grupo Usuários Restritos. Assim, configurações do GPEDIT.MSC não poderão ser alteradas por eles.
* Podemos fazer a configuração do arquivo HOSTS, mas devemos usar uma unidade NTFS para impedir que os outros usuários do computador efetuem alterações no conteúdo do arquivo, liberando a navegação. Para transformar uma unidade em NTFS, usamos o comando CONVERT C: /FS:NTFS
Bloquear o MSN pelo GPEDIT.MSC
* Como administrador local da máquina, execute: Iniciar/Executar/GPEDIT.MSC
* Em Diretiva Computador Local, Configuração do usuário, Modelos Administrativos, Internet Explorer, Painel de Controle ‘Internet’, ative o item “Desativar a página Segurança”. Assim, os sites restritos não poderão ser alterados pelo usuário comum.
* Em Diretiva Computador Local, Configuração do usuário, Configurações do Windows, Manutenção do Internet Explorer, Segurança, Zonas de segurança e classificações de conteúdo (dois cliques), Importar as configurações atuais das zonas de segurança e privacidade, botão Modificar Configurações, ícone Sites Restritos, botão Sites… Digite os endereços desejados, como http://www.msn2go.com por exemplo.
* Para impedir a instalação do MSN Messenger, sendo os usuários restritos, não conseguirão.
* Mas se ele são usuário com privilégios, então, instale o MSN 7.5 normalmente, e acesse a pasta Arquivos de Programas. Na pasta MSN Messenger, acesse as propriedades de Segurança, e adicione Todos (removendo os existentes). Para Todos, marque Negar. E em Avançado, proiba a listagem e alteração das configurações de segurança da pasta. Assim, não será possível instalar o MSN 7.5, a menos que a pessoa saiba deste ‘truque’ e altere a pasta destino.
* Para impedir a execução do MSN, dentro do GPEDIT, em Diretiva Computador Local, Configurações do Usuário, Modelos Administrativos, Sistema, Não executar aplicativos do Windows especificados, informe o nome do MSN (msnmsg.exe) e ele não será executado, mesmo que for instalado por alguém, mesmo que seja em outra pasta.
Bloquear MSN via web pelo arquivo HOSTS
* Localize o arquivo HOSTS em WINDOWS/SYSTEM32/DRIVERS/ETC
* Edite-o pelo Bloco de Notas
* Inclua as linhas (e as variações de língua)
127.0.0.1 gateway.messenger.hotmail.com
127.0.0.1 gtwy.messenger.hotmail.com
127.0.0.1 messenger.hotmail.com
127.0.0.1 svcs.microsoft.com
127.0.0.1 webmessenger.msn.com/
127.0.0.1 kickme.to/msnmessenger2go
127.0.0.1 iloveim.com
127.0.0.1 e-messenger.net
127.0.0.1 atlanta.e-messenger.net/light/
127.0.0.1 boston.e-messenger.net/light)
127.0.0.1 msn2go.com
127.0.0.1 msn2go.com.br
127.0.0.1 piglet-im.com
127.0.0.1 webmsn.net
127.0.0.1 e-messenger.cl
127.0.0.1 www.live.com
127.0.0.1 meebo.com.br
127.0.0.1 meebo.com

* Não bloquear o www.passport.net porque com ele bloqueado, o Hotmail não funciona.
Bloquear as portas do MSN Messenger
O MSN Messenger usa a porta TCP 1863 e UDP 1503, 3389, 5004-65535.
Se o computador estiver restrito para que somente os administradores possam alterar as propriedades de rede, então podemos entrar nas configurações do ícone da rede, clicar em Propriedades, Protocolo TCP/IP, botão Avançado, Opções, Filtragem TCP/IP, e adicionarmos as portas autorizadas, como a 80, a 443, e excluírmos da lista as portas usadas pelo MSN.
Observações finais:
* a execução de webproxys pode possibilitar o acesso a sites restritos, como para o MSN bloqueado via web. Estes endereços URLs dos proxys também devem ser inseridos nos Sites Restritos do GPEDIT e na lista do arquivo HOSTS.
* bloqueio por conteúdo, como através de um servidor com Squid (Linux), SquidNT (Windows) ou ISA Server (Windows), é mais eficiente.
* bloqueio com aplicativos de análise de protocolo, independente de como se processa a tentativa de acesso (através de navegador web, do aplicativo oficial ou de aplicativos clones que não precisam de instalação), é ainda mais eficiente que o bloqueio por conteúdo. O TerminatorX (http://www.plevna.f9.co.uk/index.htm ) e o BLock Messenger [ http://www.bytes.com.br/siteasp/produtos/block/ ] são opções de aplicativos pagos para este fim.
Resultado final:
O MSN Messenger foi bloqueado, mas o Hotmail permanece liberado.

Fonte: http://mtredes.blogspot.com/2006/08/bloquear-o-msn-messenger-em-um.html