Arquivo da tag: MAC

Como recuperar a senha de Administrador no OS X sem utilizar CD-ROM

Olá a Todos,

Nos problemas cotidianos as vezes nos deparamos com o fato de pegar computadores onde as pessoas que os utilizavam esqueceram a senha de administrador, tudo bem, mas quando é um MAC OS X?

Nesse desafio encontrei um site que me ajudou muito. Obrigado ao pessoal do site “dotsharp” (www.dotsharp.com.br), no caso o Rodrigo Luis Silva.

Segue o texto no site que me ajudou muito!

=========

Vamos aprender a recuperar a senha do OS X sem utilizar CD-ROM.
O Problema
As vezes vamos fazer manutenção em algum MAC e o usuário não sabe a senha de Admin, a solução normal seria utlizar o CD de instalação de trocar a senha, porém nem sempre temos essa opção.

ATENÇÃO
Os procedimentos abaixo podem causar perda de arquivos caso sejam executados de forma incorreta, não me responsabilizo por perda de informações ou erros na execução.

A tecla APPLE ou COMMAND é aquela que fica entre o ALT e a barra de espaço, em alguns teclados está escrito COMMAND em outros tem o desenho de uma MAÇA ou ⌘.

 

Solução 1
O Processo é bem simples, vamos reiniciar o nosso MAC e executar alguns comando rápidos no terminal.

Reinicie o OS X
Segure a tecla command ⌘ + s até ouvir o bip
Aguarde o sistema carregar, ele não vai entrar no modo gráfico, vai parar em uma tela de terminal
Utilize a sequência de comandos abaixo para remover a informação do setup inicial

 

fsck -fy
mount -uw /
rm /var/db/.AppleSetupDone
shutdown -h now

 

Depois que reiniciar o OS X ele vai mostrar a tela de configuração inicial, a mesma que aparece quando você termina a instalação do sistema.

Siga os passos e crie um novo usuário com permissões de Administrador, faça login com essa nova conta, remova o admistrador antigo ou troque a senha dele.

 

Solução 2
Essa aqui também é boa, só não testei, rs

Reinicie o OS X
Segure a tecla commando ⌘ + s até ouvir o bip
Aguarde o sistema carregar, ele não vai entrar no modo gráfico, vai parar em uma tela de terminal
Utilize a sequência de comandos abaixo para trocar a senha do usuário
fsck -fy
mount -uw /
launchctl load /System/Library/LaunchDaemons/com.apple.DirectoryServices.plist
ls /Users
dscl . -passwd /Users/<username> <password>
shutdown -r now

 

O comando ls /Users vai mostrar os usuários cadastrados, esse nome de usuário você vai usar no comando dscl

Exemplo: dscl . -passwd /Users/rodrigosilva novasenha123

Como tem muita gente com dificuldade eu estou adicionando um vídeo de exemplo.

https://www.youtube.com/watch?v=5fsK5tIAz6A

 

Solução 3: 10.4 Tiger

Essa também não testei, rsrs

 

Reinicie o OS X
Segure a tecla command ⌘ + s até ouvir o bip
Aguarde o sistema carregar, ele não vai entrar no modo gráfico, vai parar em uma tela de terminal
Utilize a sequência de comandos abaixo para trocar a senha do usuário

sh /etc/rc
password <login-do-usuario>

Informe a senha do usuário, você não verá a senha na tela

Reinicie o sistema

 

Solução 4
Se você comprou o seu mac com o sistema pre-instalado, pode ser que tenha uma partição de recovery com algumas ferramentas, faço o seguinte.

 

Reinicie o OS X
Segure a tecla command ⌘ + r
Clique em Utilities -> Terminal
digite resetpassword e pressione enter
Escolha o disco o usuário e troque a senha
Espero ter ajudado.

Referências
http://support.apple.com/kb/HT1533?viewlocale=pt_BR
http://support.apple.com/kb/HT1492?viewlocale=pt_BR

Abraços e até a próxima.

=========

Fonte: http://go.shr.lc/1KcMUTN

Criando um Pendrive bootavel com Ubuntu no Mac OS X

 Publicado em:

 por: Maicon Gabriel Schmitz

 

De posse da imagem ISO e de um Pendrive, basta seguir alguns poucos passos no terminal do Mac, para executar esta simples tarefa, seja para criar um Pendrive bootavel com Ubuntu, outra Distribuição Linux ou até mesmo outro OS qualquer.

 

Primeiramente, conecte o Pendrive ao Mac

Acesse o aplicativo Terminal.app, pelo Spotlight (⌘ + Tecla Espaço) ou diretamente através do diretório /Applications/Utilities/

Execute o comando “diskutil list“, para obter uma lista de discos disponíveis:

$diskutil list

O retorno do diskutil list, poderá ser semelhante à isto:

 

/dev/disk0
   #:                       TYPE NAME                    SIZE       IDENTIFIER
   0:      GUID_partition_scheme                        *320.1 GB   disk0
   1:                        EFI                         209.7 MB   disk0s1
   2:                  Apple_HFS Macintosh HD            319.2 GB   disk0s2
   3:                 Apple_Boot Recovery HD             650.0 MB   disk0s3
/dev/disk1
   #:                       TYPE NAME                    SIZE       IDENTIFIER
   0:     FDisk_partition_scheme                        *4.0 GB     disk1
   1:                 DOS_FAT_32 SCHMITZ                 4.0 GB     disk1s1

 

Identifique o disco relativo ao Pendrive, neste caso, é o /dev/disk1

Desmonte o disco, com o comando “diskutil unmountDisk

$diskutil unmountDisk /dev/disk1

Note, que “/dev/disk1″ neste caso é o Pendrive/Disco anteriormente identificado através do comando diskutil list.

Uma vez que o disco esteja desmontado, você poderá acessa-lo e altera-lo à baixo nível.

Localize a imagem ISO que deseja gravar no Pendrive ou copie-a para um local de fácil “acesso”.

Para efetuar a cópia, iremos utilizar o utilitário dd, o qual já se encontra disponível no Mac OS X.

Para saber mais sobre o dd, basta consultar o Manual, digitando “man dd” no Terminal.

A sintaxe básica do dd é:

dd if=origem of=destino

Partindo para a cópia…

Substitua origem e destino, pelo arquivo ISO e pelo disco de destino respectivamente, logo teremos algo semelhante à:

dd if=ubuntu-13.04-server-amd64.iso of=/dev/rdisk1 bs=128m

Note que, para acelerar o processo de cópia, complementamos o comando, definindo parâmetro block size (bs) como 128m e alteramos o disco de destino incluindo um “r” antes de “disk1“.

bs indica que os blocos de leitura e escrita devem possuir o mesmo tamanho, enquanto que o “r” define que o disco deve ser acessado no modo raw.

Quando o processo de cópia for concluído, você receberá uma mensagem informando o tempo decorrido e a quantidade de bytes transferidos.

Tudo pronto, agora basta desconectar o Pendrive e utiliza-lo.

 

 

 

 

 

Fonte: http://www.maiconschmitz.com.br/criando-pendrive-bootavel-com-ubuntu-no-mac-os-x/

GIMP 2.8 em janela única

Olá a Todos,

Uma coisa que me incomodava muito no gimp era as janelas flutuantes da interface do gimp que ficavam sobre os outras aplicativos que eu utilizava.

Mas agora as coisas melhoraram, acompanhem uma dica do clube do hardware.

 

Modo Janela Única “Single-Window Mode”

Para quem choramingava há anos por paineis acoplados em uma única janela o GIMP 2,8 vai atender as suas preces, nessa versão de testes 2.7.3 ja temos incluido um Modo Janela Única “Single-Window Mode” opcional, ele esta ainda em faze de testes e não está totalmente funcional como deveria, mais já nos brindou nessa nossa análise com uma grata surpresa, pois para quem está acostumado com paineis acoplados, vai ficar mais fácil se organizar. Agora você poderá alternar entre o padrão modo multi janela e o modo de janela única através da novo checkbox Modo Janela Única no menu “Janelas” do Gimp 2.8.

Gimp no modo multi-janelas

No modo janela única o GIMP vai fixar os diálogos acopláveis e imagens encaixados em uma única janela. A definição do modo janela única naturalmente será preservada quando você finalizar e reiniciar o Gimp novamente, mas voltamos a lembrar que isso só na versão 2.8 mesmo, por hora as coisas estão meio que quadradas nessa versão de testes, mais pelomenos já temos um gostinho desse recurso na nossa análise.

Agora no modo janela-única “Single-Window Mode”

Esse modo visa atender a vontade de grande parte dos usuários oriundos do Photoshop e livra eles de terem que se habituar ao sistema de painéis flutuantes, é lógico que para usuários Mac esse recurso nem “fede nem cheira” já que mesmo o Photoshop no Mac conta com painéis flutuantes.

Mas para usuários fãs de painéis flutuantes o modo de Multiplas Janelas ainda continuará lá, basta apenas você ir no menu “Janelas” do Gimp e desmarcar o checkbox Modo Janela Única

Outra coisa muito legal que eles bolaram para o modo de Janela-Única é que nesse modo todos os trabalhos abertos no Gimp, passam a ser organizado em abas localizadas a baixo do menu principal, esse que também foi polido pois agora agrega todas as opções diferente da versão 2.6 que ainda contava com um menuzinho chato na barra de ferramentas, essas abas são organizadas uma ao lado da outra e o mais interessante é que elas mostram um uma miniatura das imagens abertas:

 

Ficou muito bom.

 

Fonte: http://www.hardware.com.br/analises/gimp2-praparando-terreno-versao-1/single-window-mode.html